A importância da responsabilização!

Responsabilização!

Lembro a todos os que iniciam este treino (NOVO programa de Vida)  é para quem quer resultados, não para quem quer filosofar, ou pior perceber como se faz.

Da mesma forma que não se percebe o processo de nadar ou como se anda de bicicleta, se querer ter resultados é necessário abrir a mente e não tentar perceber, use de boa vontade para seguir sugestões apenas, sem complicar.

Depois deste esclarecimento introdutório deixa-me elucidar-te um pouco, sobre o que falta a todos os que vivem em ansiedade.

Responsabilização

É importante saber responder as estas questões:

  • Como me sinto no momento presente?

  • Onde me encontro?

  • Onde quero chegar…

Ser responsável… não culpar nada nem ninguém, pela situação atual. Sou o único responsável! 

Lembrar-me que a minha vida é o resultado do que irradio.

A 3ª lei da física Quântica que diz:

“Atrais tudo que irradias na mesma densidade e frequência”.

Assim, a minha vida é resultado daquilo que vibro.

O segredo é Crer para Ver e Ser para Ter;

não ver para crer ou ter para ser.

São exactamente estes conceitos materialistas que  criaram a realidade em que estamos inseridos.

ASSIM:

É importante aceitar a total responsabilidade pela situação atual.

A ciência diz que para cada ação existe uma reação igual e oposta; para cada causa existe um efeito.

Seja qual for a situação atual de vida, ela é efeito não é causa.

  • Doença é efeito.

  • Falta de dinheiro é efeito.

  • Desarmonia é efeito.

  • Carência é efeito.

  • Ansiedade é efeito.

  • Depressão é efeito.

Tudo o que experimentas na tua vida – é efeito.

A falta responsabilização pela situação atual é o caminho para que se possa mudar o rumo da vida, e começar a criar a realidade que cada um deseja viver.

Faz sentido?

Retirado do livro: ” Manual de Gestão de Stress”- António Fernandes!

Inscreve-te gratuitamente no Treino em Gestão de Stress

Os vencedores infelizes

Encontram-se por toda a parte e são os melhores clientes da psiquiatria, os vencedores insatisfeitos.

São homens e mulheres de todas as origens, que por esforço e mérito, atingiram os melhores lugares, tanto no público como no privado. Com carreiras brilhantes, eram os melhores, segundo os padrões oficiais exigidos. Sua vida é repleta de vitórias e conquistas; são os gloriosos vencedores. O perfil perfeito vendido pelas universidades de todo o mundo aos nossos filhos.

Mas se estiveres atento, reparas que o “homem de Sucesso”, os gloriosos vencedores, que te vendem na escola para te formatarem ao devastador conceito de “normal”; transformam-se chatos rezingões.

Porquê?

Fizeram sempre o que lhes foi exigido pelo sistema. Comportaram-se como “ normais”, e agora sentem-se enganados pelo regime. Seus sonhos foram gorados.

São DONOS das suas próprias prisões. Prisões como sucesso e poder encarceram os seus detentores, que acabam inevitavelmente por procuram ajuda nos consultórios psiquiátricos, encharcados de ansiolíticos e psicóticos.

Tornaram-se eles próprios reféns das suas próprias pressões para superarem colegas, amigos e familiares. Escravos de objetivos e pressões financeiras. Dependentes dos julgamentos de terceiros. Agarrados a ilusões de poder e liberdade de decidir, tornam-se prisioneiros do regime que os julga e condena.

Os vencedores sentem-se enganados, estão triste e infelizes. Perderam a identidade são peças gastas de uma máquina em decomposição. Acabam num asilo qualquer; uma espécie de armazém de sucata.

Como é possível tal crueldade?

Veja-se: Através do “Conceito de Normal”, induzimos nossas crianças a uma espécie de hipnose. Inserimo-las em grupos e rejeitam-se todos que não contenham os padrões exigidos. É um processo seletivo em que os mais beneficiados são os que melhor conseguirem viver dentro dos padrões exigidos. Cada grupo entra em seu túnel de formatação contruído de culpa e medo. Esse túnel que inicialmente é bem largo, sem limites visíveis, vai se estreitando a cada passo do trajeto acabando numa passagem bem estreita chamada “canudo”.

Os sonhos de criança são amputados uns atrás dos outros, consoante se ganha conhecimento do que nos é esperado para atingir o tão cobiçado “canudo”.

Chegou a hora de libertar o amor e a criatividade latente em cada homem mulher e criança deste planeta. No próximo artigo mostro para que serve esse tal “Canudo”.

António Shiva

O Poder do Pensamento!

O Poder do Pensamento!

Força_do_pensamento-300x300

 

Os pensamentos são imagens mentais que controlam a vida e determinam o futuro. “ Tens sempre razão… tanto quando dizes que podes, como quando dizes que não podes” – «Maria Luísa Teixeira “Cesteira velha”»

 

 

Embora esta frase seja muitas vezes imputada a “Henry Ford”, eu ouvi-a muitas vezes em meados do século passado de uma grande mulher transmontana, que muito me ensinou, apesar de ter origens muito humildes e de ter ficado viúva com 3 filhos aos 25 anos e um em gestação, numa isolada aldeia do Alto Douro.

Essa Mulher ,com tanto de humilde como de obstinada e altruísta, foi o meu maior exemplo de que

“Tudo é possível aquele que acredita”

como ensinou Jesus.

Aprendeu a ler e a escrever Português sem nunca ter entrado numa escola. Como não existia escola na aldeia, cedeu a sua própria casa, para que as crianças não fossem impedidas de aprender, pelas longas distâncias que tinham que percorrer a pé em invernos cruéis por caminhos hostis e perigosos. Muito teria para dizer desta grade mulher com menos de metro e meio.

Mas uma das primeiras lições foi mesmo essa.

“Tens sempre razão meu menino” – era assim que me tratava – “Tanto quando dizes que podes, como quando dizes que não”.

Assim reza a Bíblia: «Como o homem acredita assim ele é.»

 

  • Quando é que nos conectamos com pensamentos destrutivos e criamos uma vida de dificuldades?

  • Sempre que se nega uma situação ou um acontecimento, conectamo-nos com uma fonte de energia destrutiva.

Pensamentos são imagens mentais que nos controlam e limitam o futuro.

Todos os pensamentos são imagens mentais que projetamos para o subconsciente como diretiva – uma ordem para ser sempre cumprida.

  • Por isso, quando por ingratidão, estupidez ou ego-esclerose não confiamos na vida, em seu fluxo e processo, fazemo-nos de vítimas, criamos – preocupação, ansiedade, medo, pessimismo, incerteza e ideias negativas- enfim somos invadidos por pensamentos obsessivos.

É hora de nos responsabilizar, focarmo-nos em sonhos e objetivos e acessar assim a pensamentos que nos levam para a realização em vez de autodestruição.

O Segredo é libertar-se da Ego-esclerose, o mais mesquinho de todos os nossos males. A causa de todo o mal, pobreza, ansiedade, Stress, miséria.

– Como fazê-lo?

A Ciência Moderna, através da dupla fenda, e os espiritualistas explicam isso de uma forma simples. Uns “ Todas as possibilidades estão no mesmo lugar” outros que “existem duas grandes fontes emissoras a transmitirem pensamentos distintos: “a Força da Luz e a Força das Trevas”.

A Ego- esclerose (estado de negação) conecta-se com as forças das trevas (pensamentos negativos).

A aceitação (confiança na vida) conecta com a luz, pensamento de poder criativo – a vida simplesmente flui para a frente e para cima.

A Ego-esclerose toma o comando das forças mentais, e pensamentos negativos e egocêntricos controlam a consciência, dando origem e poder a todos os medos e dúvidas.

  • Chegou a hora de decidir! Ser responsável! De Escolher!

  • O segredo é confiar na vida em seu fluxo e processo.

Liberte-se de vez. Decida! Você pode continuar como está ou mudar…

Pare de mentir a si mesmo.

COM DESCULPAS COMO ESTAS:

“Eu nunca vou conseguir dinheiro”, “Meu marido não vai gostar”, “Eu tenho uma esposa e quatro filhos para sustentar”, “Eu sempre fui um estudante indolente”, “Eu não tenho autodisciplina”, “Meus filhos precisam de mim”. Etc. etc. etc.

Sejam qual for a situação, você está a usá-la como desculpa..,

Saiba que não está sozinho!

Contacte: apoio@solucaoperfeita.com

ANSIEDADE / MEDO / SOBREVIVÊNCIA

Inferno do Materialismo

O Inferno onde mergulhou o materialismoSomos prisioneiros, e não percebemos isso. Apesar de a eletrónica evoluir vertiginosamente nos últimos 30 anos, e a tecnologia de ponta estar ao alcance de todos, e a distância entre continentes se encontrar num clique, o homem moderno vive a escravatura mais impiedosa que alguma vez a humanidade conheceu. Progressivamente tem-se afundado no inferno chamado ansiedade onde trava dia a pós dia uma luta consigo mesmo pela sobrevivência.

– Que insanidade é essa? Lutar pela sobrevivência, contra ele mesmo? Será loucura? Que forças são essas que o homem moderno transporta, que o faz insano e infeliz?

Na verdade é um absurdo, mas multidões em grande correria, famintas de amor, invadem redes sociais, na procura desenfreada pela felicidade, afastando-se cada vez mais delas. Escravos dos empregos e pressões financeiras, reféns da necessidade de superar amigos e colegas; prisioneiros de caprichos reativos e desejos egocêntricos, ao mesmo tempo que dependem da aceitação e aprovação dos outros. Esta é a realidade onde o homem moderno se afundou. Nunca se foi tão infeliz, enleado nas correntes da normose e ego-esclerose, é incapaz de reconhecer a sua própria situação de escravo. Vagueia como alma penada numa dimensão chamada Ansiedade ou vazio existencial.

O que é Ansiedade? Muitas são as explicações, basta procurar no SANTO GOOGLE. Mas a Ansiedade pode ser definida por uma procura mal orientada, incentivada por um sistema de ensino caduco e deformante, que esvazia de vida todos que são apanhados em suas malhas. Inflamando-lhe o ego e destruindo-lhe o Ser, deixam o homem moderno no vazio espiritual, a mercê do seu dono e senhor, e de todas as formas de infelicidade.

Possuído pela Ego-esclerose, vive na ilusão da liberdade de ação, mas na verdade é um escravo do Ego.

Felizmente existe SEMPRE uma solução perfeita e criativa, para cada problema, mas a pessoa possuída pelo ego, jamais acredita. Nem que é comandada pelo ego, nem tão pouco que existe uma solução perfeita e criativa para cada problema.

Você o que acha?

Como é que se criam emoções, sentimentos e ações saudáveis em vez de ansiedade, medo e culpa?

Independentemente da solução que se procure é preciso que o individuo que vagueia perdido no mundo da ansiedade, desperte da neurose em que tem coexistido, e queira libertar-se da ilusão dos sentidos e regressar à vida.

Quando isso acontece todos os caminhos o levam à existência. Porque basta despertar-se da neurose hipnótica em se encontrava. Mas vejamos como esse processo evolui.

Para que existam prazer, alegria, força, êxtase, euforia, poder, sexualidade, confiança, sentimento de poder, coragem para enfrentar qualquer desafio de uma forma saudável e permanente precisa-se transitar da mente competitiva para a mente criativa. Com a qual liberta a dor da reatividade e competitividade, ascendendo ao mundo da criação através da ação da mente criativa. Assim é possível estimular de uma forma saudável e estável neurotransmissores como a dopamina, serotonina e Endorfinas, de uma forma proactiva, conseguindo assim segurança e bem-estar permanente, em paz e liberdade.

Está pronto para a Liberdade?

Lembre-se que é impossível dar a liberdade àquele escravo que não sabe que é escravo.

A Sua Hora à de chegar.

António Shiva

A história da Caverna

A história da Caverna

 

«Todas as grandes verdades começam como blasfémias».

George Bernard Shaw

Prémio Nobel da literatura

 

“ O dia só alvorece para aqueles dentre nós que estão acordados”

Henry Thoreau (1817 1862)

Filosofo poeta ensaísta

 

Conta-se que há milénios atrás, existia um mundo subterrâneo, habitado por humanos à séculos. Ninguém sabe por que se refugiaram ali. Era uma caverna gigantesca onde cresceram e se multiplicaram, de acordo com as condições precárias da escuridão cavernosa.

Certa vez um grupo de jovens hiperativos, decidem explorar o seu mundo na esperança de encontrarem um lugar onde fossem aceites, e pudessem desenvolver a sua criatividade em vez de forçados à escravatura da anulação. Andaram por muito tempo perdidos, através da escuridão cavernosa até que encontraram à distância aquilo que pensavam ser a luz de uma fogueira. Quanto mais se aproximavam mais intensa e poderosa era a luz. Sem tão pouco poderem imaginar tinham encontrado a entrada da caverna. Esperaram algum tempo para que os seus olhos habituados às trevas, pudessem ver. Descobriram que existia um mundo de luz, para lá das trevas. Um mundo de céu azul, sol, mar, montanhas, vales, planícies com animais das mais variadas espécies. Aqueles jovens estavam deslumbrados e emocionados com a descoberta deste novo mundo tão lindo e maravilhoso.

Agora vejamos estes jovens descriminados e rejeitados, rotulados de hiperativos, que encetaram numa fuga da normose do mundo das trevas, na esperança de encontrar um lugar onde fossem aceites, sem precisarem de vender a alma em troca da normalidade. Encontraram o paraíso e irradiam alegria e felicidade.

 

Este grupo de jovens está a viver algo inimaginável, e experimentam uma alegria indescritível, mas são incomodados pelo facto que existem os habitantes da caverna que continuam na escuridão. É preciso dar a conhecer a todos o mundo que acabaram de descobrir. É preciso que todos saibam que existe um mundo maravilhoso para lá do mundo cavernoso. Onde a luta pela sobrevivência, é a única forma que lhe foi ensinada de existência.

Aquele grupo de jovens regressa à caverna radiantes de alegria, entusiasmados por serem os mensageiros, de uma vida maravilhosa para aqueles habitantes das trevas.

Reuniram o povo e deram-lhe a boa nova. Foram considerados loucos agitadores inimigos da ordem. Alucinados que falam de coisas que não existem.

Como naquele mundo cavernoso, ainda não tinham inventado as Benzo, e não existiam os eletrochoques, por desconhecimento da energia elétrica, assim os loucos eram queimados, para não contaminarem nem destabilizarem a normose.

Como se sente ao recordar esta velha história?

Qual a diferença dos habitantes da caverna, para os habitantes do mundo moderno de hoje?

O que aconteceria se alguém afirmasse que ataques cardíacos, ataques de pânico, suicídio, depressão, solidão, dependências, e muitas outras poderiam simplesmente desaparecer através da mudança de paradigma?

Não é isso que acontece sempre?

O Manual prático de Gestão de Stress, vai mostrar com exemplos práticos como lidar com um acontecimento de uma forma saudável, e transformar cada situação naquilo que deseja.

 

 

Retirado do Manual prático de Gestão de Stress

António Shiva

antonio@solucaoperfeita.com

STRESS – Vilão ou Amigo?

STRESS – Vilão ou Amigo?

«Na medida em que as leis da matemática se referem à realidade, não são exatas, e na medida em que são exatas, não referem a realidade».

Albert Einstein

Vamos desmistificar o Stress o Terrível Vilão. Mas antes tenha um pouco de paciência, não são todos os dias que se tem oportunidade de dar um salto Quântico. Veja então, mantenha-se de mente aberta.

 

 Durante séculos o homem acreditou que a terra era o centro do Universo, e que todo resto girava a sua volta. Hoje todos sabem que isso não é verdade. Também apesar da navegação marítima ser o meio de transporte em que os impérios mais investiram, somente no início do Século XIX foi construído o primeiro navio com casco em aço. Porque até ai a humanidade jamais poderia conceber construir um navio com material que não flutuasse. Alem destas verdades, poder-se-ia escrever milhares de páginas de exemplos, de instrumentos que são usados no quotidiano que a 100 anos atrás seriam inconcebíveis.

 

Hoje todos sabemos que essas verdades, eram resultado de uma visão limitada do homem da altura. A percepção da realidade resulta das crenças aceites como verdade. Não tenho intenção ou pretensão de ensinar seja o que for. Estou convicto que tudo que aqui possa afirmar, entra em confronto com a sua verdade do momento. Se assim não fosse, você não estaria a ler estas palavras.

Mas afinal o que se pode perder em abrir a mente a uma nova visão?

Vamos falar de Stress

 

É natural que tenha uma ideia preconcebida de STRESS (O Vilão) e rejeite qualquer Nova Visão. Verdade, da mesma forma que, se pegar numa chapa de aço e a lançar ao mar ela não vai flutuar, mas todos sabemos que gigantes de muitos milhares de toneladas feitos em aço flutuam pelos sete mares. Também ao continuar-se a lidar com as situações através das mesmas convicções continua-se a criar Stress; mas se mudar a perspetiva da realidade, em vez de Stress Cria-se Fluxo de Bem-estar.

 

Antes de lhe mostrar como uma mesma situação pode criar tanto Stress como bem-estar e realização, é essencial atender-se o que se diz do Stress e como ele é criado.

Veja-se então, dificuldades em lidar com as pressões do dia-a-dia, como problemas financeiros, questões familiares, violência urbana, problemas de trânsito, mau relacionamento com colegas de trabalho ou chefes etc. Todas estas e outras situações, são geradores de Stress.

Também a Organização Mundial de Saúde responsabiliza o Stress como a causa numero um de doenças cardiovasculares, com a hipertensão, no topo da lista das enfermidades causadas por este terrível Vilão, antes das perturbações psíquicas e físicas diretamente relacionadas com o Stress, atingindo mais de metade da população ativa.

 Penso que qualquer técnico de saúde, independentemente de pertencer a medicina ortodoxa ou as milenares Ayurveda ou Chinesa ou mesmo a Moderna Medicina Quântica, estão de acordo, em que o Stress, através do seu processo oxidante, está na causa de mais de 80% das doenças.

 

Então como fazer?

Se o simples facto de pensar nesta realidade, já é gerador de Stress.

É urgente abrir a mente a uma perspetiva da realidade que liberte o ser humano do mundo da sobrevivência, onde tudo é conseguido a custa de muito esforço, sangue, suor e lagrimas. Onde obcecadamente continuar de uma forma insana a resistir ao que não pode mudar, até atingir a exaustão.

 

 Como reverter o jogo?

 “Demência é querer mudar a vida fazendo as mesmas coisas”

Albert Einstein

 

O Segredo é mudar o paradigma, e este manual vai mostrar caso a caso, acontecimento a acontecimento, como criar bem-estar e realização em vez de Stress.

 

Extraído do: Manual prático de Gestão de Stress

 

António Shiva

antonio@solucaoperfeita.com