“Tudo pode ser partícula ou onda”

Afirma a moderna Física Quântica

Nada é mais inútil que querer provar a verdade. A verdade é sempre verdade mesmo se negada, manipulada ou escondida. Como dizia Buda; “ A verdade é como o sol e a lua, não permanece muito tempo oculta”.

Este é mais um artigo na sequência do “AGIR APESAR DO MEDO”, que tem como objetivo partilhar a minha experiência adquirida ao longo do último terço da minha vida.

Quando tudo parecia ruir na minha vida, tentei das mais variadas formas justificar a razão de tal falência. Justificava a minha doença incurável, e a vida fracassada pelas circunstâncias adversas, e pela vida pouco sensata que tinha escolhido.

Foi um doloroso processo justificar o meu fracasso, procurar razão para atitudes insanas, que apenas tinham como objetivo autossabotar-me e adiar cada vez mais a simples aceitação da realidade.

Se está a passar por um momento altamente delicado em que parece que tudo vai ruir. Que quanto mais se esforça para que tudo siga ao ritmo desejado mais imprevistos aparecem. E que aparentemente todos os ventos sopram ao contrário. Por favor relaxe; não tente justificar o que está acontecer. Independentemente da justificação que encontrar, ela somente o transporta para o papel de vítima. E vítima; cria agressor.

Antes de prosseguir preciso de lhe mostrar a minha visão do mundo. Sei que possivelmente você vai discordar, principalmente se ainda está na fase de procurar justificar a razão do estado caótico em que se encontra a sua vida. Embora saiba que notícias contraditórias nos chegam diariamente de vários cantos do globo, que têm como objetivo manter a humanidade subjugada pelo medo.

Eu sinto-me maravilhado com os bons ventos da mudança, que prevêem um mundo cheio de gente maravilhosa, abençoada, perfeita e feliz. Um mundo onde todas as crianças são respeitadas, e animadas a desenvolverem os seus potenciais, sonhos e desejos. Onde a informação está ao alcance de todos e a luta pela sobrevivência foi a travessia do deserto, que a humanidade percorreu até a nova era da informação.

Sei que alguns não querem concordar com esta visão de mundo, e que outros continuam a lutar pelos postos de trabalho pelos quais foram formatados, embora não acreditem mais na luta.

Como transcender duma mente competitiva para uma mente criativa?

 A luta pela sobrevivência acaba no fim do deserto da materialidade, onde o velho homem lutava pela sobrevivência. Nesta nova era o novo homem não tem de que se defender, desloca-se na vertical, não tem de que ter medo. Nada nem ninguém tem poder sobre ele, ele vê em cada semelhante a sua própria imagem. É respeitado da mesma forma que respeita. 

 

Assim eu sou o mundo que desejo.

 

 Como se faz? Aceitar a realidade atual é primeira atitude mental. Depois examinar o que verdadeiramente deseja. Em seguida; Ser o que deseja.

É simples não é?

Recapitular:

Aceitar simplesmente a situação atual – (sem justificação ou julgamento)

Definir o que realmente deseja.

Por ação – não fazer julgamentos nem criticas (ninguém tem esse direito) mantendo sempre acesa a chama focando-se no que realmente deseja. Aproveitar toda ou qualquer circunstância, mais desafiadora, geradora de energia como o combustível que precisa para alcançar o objetivo.

 É Simples – liberte a culpa e o medo – Crie o mundo que deseja.

Antonio Shiva

antonio@solucaoperfeita.com

Read previous post:
Os sinais da auto aceitação (cont.)

As pessoas que se aceitam convivem consigo mesmas como estão no presente.  O «eu»de ontem é história. O «eu» de...

Close