O conceito espiritual do dinheiro

Conceito espiritual do dinheiro

 

Muitos de nós desconhecemos que existe um conceito espiritual do dinheiro.

Durante muito tempo foi-nos dito, que o dinheiro e espiritualidade nada tinham em comum. A separação entre o espiritual e o material, levou a associação do dinheiro para adquirir bens materiais, pagar as contas e inclusivamnente associou-se a algo mau. Algo que nos mantém escravos… Ao sacrificio.

 

Para melhorar a nossa vida, em todos os aspectos, temos que eliminar todos os conceitos que temos, que adquirimos como certos e verdadeiros desde a nossa infância. Se foram adquiridos, e não nasceram como se de um membro ou orgão se tratasse, também podem ser removidos, e é essa a finalidade deste treino.

 

O dinheiro

Como fazer isso?

Bem, sem duvida que esse é um trabalho interior que requer disciplina, até porque temos de trabalhar a nossa mente para que esta se foque naquilo que queremos.

 

Deepak Chopra disse numa entrevista que- Eu cheguei aos Estados Unidos, vindo da Índia, com 22 anos e US$ 8. Tenho 61 anos agora [2008] e, obviamente, conquistei uma boa quantia em dinheiro. Mas as pessoas superestimam a minha riqueza.” E continua: “Eu não a acumulei no sentido tradicional. Mas me considero extremamente rico porque isso é um estado de consciência. Se tiver bilhões de dólares mas se estiver sempre a pensar em dinheiro, não é um homem rico.”

 

O que importa aqui, no entanto, não é a riqueza da conta bancária, mas aquela que alcança quando encara os problemas da vida com serenidade – e, logicamente, consegue resolvê-los. Mais uma vez, Deepak Chopra tem o que ensinar, baseando-se na sua própria trajetória. “Na minha vida, nada dá errado. Quando as coisas parecem não atender às minhas expectativas, eu as deixo ir, como acho que elas devem ser. É uma questão de não ter apego a qualquer resultado fixo.”

 

Este é também um conceito que temos de tarbalhar, mas não será hoje, falaremos do apego num outro artigo.

Osho, também diz que “não é contra o dinheiro”, ele diz que é “contra a obsessão pelo dinheiro. Ser contra o dinheiro é estupido. O dinheiro é um belo meio de troca. (…) O dinheiro fez um trabalho tremendo; nós temos de o apreciar. Daí que eu não esteja contra o dinheiro, mas estou contra a obessão pelo dinheiro e as pessoas não fazem essa distinção. Não há necessidade de renunciar ao dinheiro. O dinheiro tem de ser criado, a riqueza tem de ser criada. (…) Renuncie à obsessão do dinheiro.”

Quem nos mantém escravos, e cultiva diariamente o culto do sacrificio para ter dinheiro, somos nós mesmos e a sociedade onde estamos inseridos.

Porque cada um de nós se levanta sob o sacrificio de ter de ir trabalhar para ganhar dinheiro… Pobres…

Cada um de nós tem, quando se levanta um maravilhoso dia para viver, para dusfrutar da vida. Se o que faz não lhe agarda, mude. Se acha que não pode mudar o emprego, mude a sua postura em relação ao que faz. Faça tudo com boa vontade e boa intenção.

O que isto vai mudar?

Vai mudar o sentimento de como ganha o seu dinheiro, Desta forma ele já não será fruto de sacrificio, mas sim fruto de amor. E vai ver em pouco tempo mudanças enormes na sua vida.

Vou partilhar consigo a minha experiencia.

Quando iniciei o meu treino pessoal, um dos objectivos iniciais era ser promovida.

A primeira sugestão que me foi dada pelo meu treinador ( o António), foi que pedisse à minha chefe que me dissesse o que é que eu podia fazer para que ela fosse promovida, e consecutivamente, eu também. Na altura aquilo fez-me confusão, hoje entendo que só posso receber aquilo que dou.

 

Acontece que a minha chefe não queria sair da zona de conforto, e a unica coisa que ela fez, foi exigir de mim mais responsabilidade do que competia o meu cargo. Resultado:

Um ano depois de ter seguido a sugestão, estou aqui, sentada a escrever sobre a minha experiencia, no conforto da minha casa, sem nenhum chefe para me pressionar, a fazer aquilo que gosto. E a ajudar outros como eu, que querem mais da vida do que um simples emprego, ou um ordenado para pagar as contas no final do mês.

 

 

É claro que a orientação do treinador António foi vital.antonio shiva

 

 

Repare que tudo o que é relatado aqui, faz parte do treino de “MUDAR DE VIDA EM 5 SEMANAS”.

 

 

Isabel Pato